A couve roxa tem imensos benefícios para a saúde. É muito fácil de introduzir este alimento na nossa dieta diária em diversos pratos conseguindo uma deliciosa refeição! Este tipo de couve pode ser cortada à “juliana”, tal como preparamos a couve “galega” para utilizar no caldo verde, e adicionada a vários pratos como acompanhamento ou utilizá-la na sua salada preferida juntamente com todos os outros ingredientes que costuma utilizar. A couve pode ser cozinhada e fica bastante saborosa. Contudo, dará uma coloração mais arroxeada aos alimentos que cozinhar juntamente com ela.






Esta couve contém, entre outros compostos, antioxidantes que aceleram a eliminação de radicais livres para que estes não danifiquem o nosso ADN. Desta forma, podemos concluir que a couve roxa é um desintoxicante que ajuda a limpar as células.

A produção de enzimas é fundamental para a desintoxicação do nosso organismo, é através do processo de produção destas que o nosso organismo elimina o que não é benéfico. De entre estes compostos nocivos, que as enzinas auxiliam na eliminação, contamos também com elementos cancerígenos. A ingestão de couve roxa auxilia o nosso organismo a aproveitar compostos indispensáveis para produção de enzimas.

A ingestão de couve também é uma forma de prevenir a doença de Alzheimer, assim como de alguns tipos de cancro e também contra gripes e resfriados. Neste último caso, a couve coração, vulgarmente denominada de “repolho”, é mais benéfica devido à grande percentagem de vitamina C que possui. A couve coração tem mais vitamina C do que a laranja!
Se pensava que a couve não tinha importância no cardápio, desengane-se! A couve é ótimo alimento que contribui para a regeneração das células. Ainda pode ser uma boa aliada no tratamento de úlceras quando ingerida liquidificada. Neste caso, pode optar por juntar outro ingrediente que seja bom para este efeito e bater na liquidificadora com um pouco de água.

Os alimentos podem servir como tratamento para muitos dos nossos problemas e indisposições, basta que para isso se informe do que é mais adequado ao seu problema. Deve comer de tudo mas intensificar a ingestão do que lhe fará bem. Contudo, não cometa exageros!


Deixe um comentário